Trump inicia na Arábia Saudita a primeira viagem internacional como presidente

Riad, Arábia Saudita, 20 Mai 2017 (AFP) - Após uma semana de revelações e incerteza política em Washington, Donald Trump iniciou neste sábado uma visita a Arábia Saudita, primeira etapa de sua primeira viagem ao exterior como presidente dos Estados Unidos.

O desembarque com grande pompa de Trump em Riad, onde ele pronunciará um discurso sobre o islã, contrastou com a recepção glacial no ano passado ao ex-presidente Barack Obama, criticado pela aproximação do Irã, grande rival regional da Arábia Saudita.

O Air Force One pousou pouco antes das 10H00 (4H00 de Brasília) no aeroporto internacional Rei Khalid de Riad.

Trump se mostrou relaxado, apesar das muitas revelações da imprensa antes de sua partida, que o deixam em uma situação delicada em seu país. Na sexta-feira, o jornal Washington Post afirmou que investigação do FBI sobre os possíveis vínculos da campanha de Trump com a Rússia implica um alto funcionário da Casa Branca.

O New York Times revelou que Trump chamou de "louco" o ex-diretor do FBI James Comey, um dia depois de demiti-lo, durante um encontro com o chanceler russo Serguei Lavrov no Salão Oval.

- Salão de honra -Ao pé da escada do avião, o rei Salman da Arábia Saudita apertou a mão de Trump e de sua esposa, a primeira-dama Melania.

O rei saudita, que caminhava com o apoio de uma bengala, acompanhou o casal presidencial até o salão de honra do aeroporto, onde sentou-se com Trump a sua direita e Melania a sua esquerda.

Ivanka, a filha mais velha de Trump, e seu marido Jared Kushner integram a delegação oficial americana.

Donald Trump se reunirá este sábado com autoridades sauditas e no domingo pronunciará um discurso sobre o islã diante de quase 50 governantes árabe-muçulmanos.

A visita a Riad é a primeira escala de uma viagem que também levará Trump a Jerusalém, Belém, Roma, Bruxelas e Sicília.

Os países sunitas do Golfo criticavam Barack Obama e, assim como Israel, a Arábia Saudita e seus aliados celebraram a eleição de Trump.

O rei Salman pediu uma "nova relação" entre os Estados Unidos e os países muçulmanos, incluindo muitos que estarão representados no domingo em Riad.

"Vai ter uma mensagem mais dura sobre o Irã, não dará uma lição sobre democracia e direitos humanos e (Trump) será aplaudido", afirmou Philip Gordon, analista do Council on Foreign Relations.

A Casa Branca deseja um envolvimento maior dos países do Golfo na luta contra os "terroristas islâmicos radicais", como afirma Trump.

Também são esperados anúncios sobre contratos para a venda de armas durante a visita.

A primeira viagem - cinco países em oito dias, encontros bilaterais, do rei saudita Salman ao papa Francisco, passando pelo novo presidente francês Emmanuel Macron - promete ser um exercício difícil para o presidente dos Estados Unidos.

Em Riad, Trump faz uma aposta arriscada com um discurso sobre o islã.

"Vou pedir que combatam o ódio e o extremismo", prometeu Trump antes de deixar os Estados Unidos, citando uma "visão pacífica do Islã".

Em Israel, onde espera estimular um acordo de paz com os palestinos, Trump se reunirá em Jerusalém com seu "amigo", o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Depois, em Belém, nos territórios palestinos ocupados, se encontrará com o presidente palestino Mahmud Abbas.

O encontro com o papa Francisco no Vaticano terá um aspecto singular, uma vez que as posições dos dois homens são diametralmente opostas em questões como a imigração, refugiados ou mudanças climáticas.

A Europa, onde Trump semeou confusão com declarações contraditórias sobre o Brexit, o futuro da União Europeia e o papel da Otan, será a última etapa de sua viagem com uma reunião cúpula da Aliança Atlântica em Bruxelas e outra do G7 em Taormina, na Sicília, Itália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos