Organização Mundial da Saúde escolhe novo diretor-geral

Genebra, 23 Mai 2017 (AFP) - Os 194 Estados membros da Organização Mundial da Saúde (OMS) escolherão nesta terça-feira a portas fechadas a pessoa que substituirá a partir de julho a chinesa Margaret Chan, que comanda a agência da ONU há mais de 10 anos.

Pela primeira vez, os Estados membros da OMS poderão escolher a partir de uma lista de três candidatos. Antes, o Conselho Executivo apresentava um único nome à Assembleia Mundial da Saúde, que procedia a nomeação final.

Os três candidatos na disputa são os médicos Tedros Adhanom Ghebreyesus (Etiópia, 52 anos), David Nabarro (Reino Unido, 67 anos) e a médica Sania Nishtar (Paquistão, 54 anos).

A doutora Margaret Chan foi eleita pela primeira vez para o cargo em 2006 e concluirá o segundo mandato em 30 de junho.

A eleição do novo diretor ou diretora da OMS acontece durante a 70ª Assembleia Mundial da Saúde (22 a 31 de maio).

Durante a reunião, os membros da organização devem aprovar o orçamento para 2018/2019 e debater sobre vários temas, da resposta às emergências de saúde às doenças não transmissíveis, passando pela erradicação da varíola ou a luta contra a escassez mundial de medicamentos e vacinas.

Antes da votação, os três finalistas devem discursar aos representantes dos 194 Estados.

"Só poderão entrar na sala as delegações dos Estados membros", disse o porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic.

A eleição acontecerá com portas fechadas e voto secreto.

A eleição do diretor-geral exige maioria de dois terços dos votos. Se nenhum candidato alcançar o número exigido, o candidato com menos votos será eliminado.

Na votação seguinte, o candidato com maioria de dois terços será anunciado como novo diretor-geral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos