'Venezuela segue na agenda', garante secretário-geral da OEA

Washington, 1 Jun 2017 (AFP) - A situação na Venezuela "segue na agenda" da Organização dos Estados Americanos (OEA), apesar do fracasso da reunião de chanceleres convocada nesta quarta-feira (31) para discutir a crise nesse país - declarou o secretário-geral da entidade, Luis Almagro.

"Segue-se trabalhando. A Venezuela segue na agenda, e a comunidade internacional está preocupada com o que está acontecendo na Venezuela", disse Almagro a manifestantes venezuelanos reunidos do lado de fora da sede da OEA, em Washington.

De acordo com Almagro, as preocupações se concentram "na violência que o povo da Venezuela sofre, com as mortes que o povo da Venezuela sofre, com a repressão, com a violência e com a perda de democracia e de liberdades".

Do contrário, frisou, "não teríamos essas reuniões".

Alinhados com a oposição venezuelana, os manifestantes saudaram Almagro com entusiasmo.

"A Venezuela ama você!", gritavam alguns, enquanto um coro entoava "Almagro, amigo, Venezuela está contigo".

Hoje, a OEA fez a 29ª reunião de consultas, com a participação de 18 ministros das Relações Exteriores, para discutir a situação na Venezuela. Não houve acordo.

Diante da falta de consenso, a sessão foi suspensa. Agora, as delegações vão tentar negociar a data de uma nova reunião antes da Assembleia Geral prevista para acontecer entre 19 e 21 de junho em Cancún, no México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos