Níger: 44 migrantes encontrados mortos no deserto, incluindo bebês

Niamei, 1 Jun 2017 (AFP) - Ao menos 44 migrantes, incluindo vários bebês, foram encontrados mortos no deserto da região de Agadez, norte de Níger, quando tentavam chegar à Líbia, anunciaram nesta quinta-feira fontes locais e trabalhadores humanitários.

"Até o momento o número de migrantes mortos no deserto é de 44", disse à AFP o prefeito de Agadez, Rhissa Feltou.

A Cruz vermelha confirmou "pelo menos 44 migrantes mortos" e enviou uma equipe à região.

De acordo com uma fonte das forças de segurança, os migrantes subsaarianos, incluindo mulheres e bebês, morreram de sede quando seu veículo quebrou.

No início de maio, oito migrantes nigerianos, entre eles cinco crianças, foram encontrados mortos no deserto quando tentavam chegar à Argélia, o destino de muitos migrantes.

Alguns dias mais tarde, 40 migrantes do oeste da África, abandonados pelos traficantes quando seguiam para a Europa via Líbia, foram resgatados pelo exército, também no deserto.

Itália e Alemanha anunciaram recentemente a ideia de uma missão da União Europeia na fronteira entre Níger e Líbia para lutar contra a imigração clandestina com destino ao continente europeu.

Entre janeiro e meados de abril, a Itália registrou a chegada pelo mar de 42.500 pessoas, 97% delas em embarcações procedentes da Líbia.

bh-ck/pc/acc/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos