Putin diz que russofobia é contraproducente e não vai durar eternamente

São Petersburgo, 1 Jun 2017 (AFP) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, denunciou nesta quinta-feira a "russofobia contraproducente" e afirmou que a mesma "não vai durar eternamente", em um discurso no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

Esta "russofobia" está relacionada com a emergência de um mundo multipolar, segundo Putin, resultado em particular dos esforços da Rússia, o que desagrada alguns, que impõem a Moscou "restrições econômicas, cujo efeito é absolutamente nulo"

O presidente russo também falou sobre as acusações de que o país supostamente tentou influenciar eleições, sobretudo nos Estados Unidos e na França.

"Estou convencido de que nenhum hacker pode influenciar no resultado final das eleições em um país", afirmou.

"Os hackers podem surgir em qualquer país. Se eles são patriotas darão sua contribuição ao que beneficie a Rússia", disse.

"Não apoiamos este tipo de operação a nível de Estado e não temos a intenção de fazer isto no futuro. Pelo contrário, lutamos contra".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos