Trump não vai transferir a embaixada americana a Jerusalém no momento

Washington, 1 Jun 2017 (AFP) - O presidente americano Donald Trump decidiu não transferir no momento a embaixada dos Estados Unidos em Israel para Jerusalém, ao contrário do que havia prometido durante a campanha eleitoral, anunciou a Casa Branca nesta quinta-feira.

Donald Trump assinou uma cláusula derrogatória que mantém a embaixada americana em Tel Aviv por mais seis meses, de acordo com a prática de todos os presidentes dos Estados Unidos que, desde o final dos anos 90, assinam a cada seis meses essa exceção.

"O presidente Trump tomou esta decisão para maximizar as possibilidades de negociar com êxito um acordo entre Israel e os palestinos", afirmou a Casa Branca em comunicado.

Trump "manifestou em várias ocasiões sua intenção de transferir a embaixada, a questão não é saber se fará isso ou não, mas saber quando", acrescentou a nota oficial.

Os palestinos, os dirigentes árabes e até mesmo o ex-secretário de Estado americano John Kerry alertou em várias ocasiões sobre o risco de que haja uma explosão da violência caso a embaixada seja transferida.

arb-kal/jm/lb/cd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos