China promete aplicar o Acordo de Paris após retirada americana

Pequim, 2 Jun 2017 (AFP) - A China, principal emissor mundial de gases do efeito estufa, prometeu nesta sexta-feira aplicar o Acordo de Paris de luta contra as mudanças climáticas após a retirada americana do pacto, ao afirmar que faz isto como "grande país responsável".

"Pensamos que o Acordo de Paris reflete o maior consenso da comunidade internacional a respeito da questão da mudança climática. As partes envolvidas devem cuidar deste resultado tão dificilmente alcançado", afirmou a porta-voz da diplomacia chinesa, Hua Chunying.

O governo chinês "tomará medidas concretas" em resposta à mudança climático, disse.

"Respeitaremos sinceramente nossas obrigações", insistiu.

"Trata-se de uma responsabilidade que a China toma como grande país responsável, mas responde também às necessidades de desenvolvimento do país", completou a porta-voz, satisfeita de constatar que a posição de Pequim é "aplaudida pela comunidade internacional", em contraste com a decisão do presidente americano, Donald Trump.

A porta-voz destacou, no entanto, que a China permanece disposta "a cooperar com os membros da comunidade internacional, incluindo Estados Unidos, para fazer avançar no mundo o desenvolvimento sustentável e a redução das emissões de carbono".

China e Estados Unidos representam em conjunto quase 40% das emissões de gases que provocam o efeito estufa. O compromisso dos dois países foi crucial para a assinatura do Acordo de Paris, em dezembro de 2015.

yan-bar/acc/erl/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos