Iêmen: 27 mortos em combates entre governo e rebelde

Aden, Iêmen, 3 Jun 2017 (AFP) - As forças governamentais iemenitas tentaram neste sábado assumir o controle de um palácio presidencial ocupado pelos rebeldes em Taez, sul do país, onde os combates deixaram pelo menos 27 mortos, informaram fontes médicas e militares.

A maior parte da província de Taez se encontra sob o controle dos rebeldes xiitas huthis, que enfrentam há dois anos as forças do governo, apoiadas por uma coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita.

Médicos do hospital Thamar, sob poder dos rebeldes, informaram que 19 insurgentes morreram nas últimas 24 horas na área do palácio presidencial.

Fontes militares, que pediram anonimato, afirmaram que oito soldados faleceram nos confrontos.

De acordo com a agência de notícias oficial saudita, as forças do governo teriam conseguido retomar o palácio de Taez neste sábado.

Fontes militares no local, no entanto, afirmaram à AFP que as forças pró-governo conseguiram entrar no palácio, mas ainda não possuem o controle.

O conflito iemenita provocou mais de 8.000 mortes e deixou 45.000 feridos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quase um terço da população - ou seja, 17 milhões de pessoas - sofre com a escassez de alimentos em um país muito dependente da importação de mantimentos.

Além disso, desde o fim de abril uma epidemia de cólera provocou a morte de quase 500 pessoas e mais de 55.000 casos da doença. As crianças representam um terço dos afetados, segundo a ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos