Grupo Estado Islâmico reivindica atentado de Londres (agência Amaq)

Beirute, 4 Jun 2017 (AFP) - O atentado em Londres de sábado foi cometido por um "destacamento de combatentes do Estado Islâmico (EI)", informou a agência de propaganda do EI, Amaq, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira em Beirute.

Na noite de sábado, três homens atropelaram com uma van pedestres que caminhavam na famosa London Bridge, antes de abandonar o veículo e tentar esfaquear pessoas no Borough Market, uma zona de bares e restaurantes.

O último balanço deste ataque foi de sete mortos, além dos agressores, segundo as autoridades britânicas.

Fontes médicas informaram que 21 dos 48 feridos hospitalizados pelo atentado se encontram em estado grave e que 12 já deixaram o hospital.

A polícia matou os três agressores oito minutos depois do aviso do ataque. Por enquanto, suas identidades não foram divulgadas.

Ao fim de uma reunião extraordinária de seu comitê de segurança, a primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que o país se enfrenta "uma nova forma de ameaça" nas quais os autores dos atentados "se copiam uns aos outros" e se inspiram na "malvada ideologia do extremismo islamita".

reh/mct/laf/es-an/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos