Equador: vice-presidente pede que Odebrecht deixe o país

Quito, 6 Jun 2017 (AFP) - O vice-presidente do Equador, Jorge Glas, disse nesta terça-feira à Odebrecht que se prepare para deixar o Equador por seu envolvimento em uma rede de propinas milionárias.

"Que se preparem para sair país", disse Glas à Radio Quito depois que a maioria governista do Congresso propôs na segunda-feira ao Executivo a expulsão "definitiva e imediata" da Odebrecht pelo caso de corrupção, no qual estão envolvidas pessoas com "foro privilegiado", segundo a Procuradoria.

"Não queremos a Odebrecht no Equador", afirmou o vice-presidente. "Aqui essa empresa não pode trabalhar nunca mais no resto da história do Equador".

Um tio de Glas está em prisão domiciliar (por ter mais de 65 anos) por seu envolvimento com a construtora em uma caso de corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos