Erdogan critica sanções ao Catar e fala em 'desenvolver' relações

Istambul, 6 Jun 2017 (AFP) - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, tomou a defesa do Catar nesta terça-feira (6), afirmando que a Turquia quer "desenvolver" suas relações com esse país sujeito a sanções "que não são boas", impostas por parte da Arábia Saudita e de seus aliados, entre eles os EUA.

"Não achamos boas as sanções tomadas contra o Catar", declarou Erdogan, em um discurso feito em Ancara.

"Vamos prosseguir e desenvolver nossas relações com o Catar, assim como com todos nossos amigos que nos apoiaram nos momentos mais difíceis, sobretudo, no golpe de 15 de julho (de 2016)", completou.

"Os esforços para isolar o Catar (...) não permitirão resolver qualquer problema", declarou Erdogan, que elogiou o "sangue frio" e o "enfoque construtivo" de Doha.

Arábia Saudita e cinco de seus aliados, incluindo o Egito, romperam relações diplomáticas com o Catar, acusando o país de apoiar o "terrorismo", desencadeando uma crise diplomática importante no Oriente Médio.

"Apresentar o Catar como um apoiador do terrorismo é uma acusação grave. Conheço eles bem (os líderes catarianos) e se este fosse o caso, teria sido o primeiro a denunciá-los".

"Neste assunto, alguém está armando algo, mas ainda não conseguimos identificar quem está por trás desta armação".

"Estamos dispostos a assumir todas as nossas responsabilidades para encontrar uma solução para os problemas que atravessam o Catar e outros países".

A Turquia mantém relações privilegiadas com o Catar, e também com outras monarquias do Golfo, especialmente com a Arábia Saudita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos