Encontrados destroços de avião militar birmanês que despareceu com mais de 100 pessoas

Yangon, 7 Jun 2017 (AFP) - A Força Aérea birmanesa anunciou ter encontrado destroços do avião militar, com 116 pessoas a bordo, desaparecido nesta quarta-feira na costa sudeste do país, segundo as primeiras informações.

"Encontramos peças do avião no mar", a 218 quilômetros de Dawei (sudeste de Mianmar), declarou à AFP Naing Lin Zaw, responsável da Força Aérea.

"A comunicação foi logo perdida, às 13h35 [04h05 de Brasília]", anunciou anteriormente o general Min Aung Hlaing, comandante das Forças Armadas, em sua página do Facebook.

O general afirmou que 106 soldados estavam a bordo, além de membros de suas famílias e 14 pessoas da tripulação, mas sem fornecer o número exato. Uma fonte do aeroporto falou em 116 pessoas no total.

"São realizadas operações de busca e resgate com o apoio de aviões e navios militares", acrescentou o chefe das Forças Armadas.

O contato com o avião foi perdido quando sobrevoava a região de Dawei, sudeste de Mianmar, perto do mar Andaman.

O avião decolou pouco antes da cidade de Myeik, sul de Mianmar, e deveria pousar em Yangun, a capital econômica do país.

"Esse tipo de voo é organizado duas vezes por mês para as famílias dos militares", explicou uma fonte do aeroporto à AFP.

"Nos orientamos para um incidente técnico. O tempo estava bom", acrescentou a fonte.

A manutenção do equipamento militar neste país, um dos mais pobres do sudeste asiático, é objeto de dúvidas, apesar do peso político das Forças Armadas.

hla-caz-dth/pa/age/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos