TSE: Ministro Herman Benjamin vota pela cassação da chapa Dilma-Temer

Brasília, 9 Jun 2017 (AFP) - O juiz Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), votou nesta sexta-feira pela cassação da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, reeleita em 2014, por abuso de poder político e econômico na campanha.

"Voto pela anulação da chapa presidencial eleita em 2014 pelos abusos que foram investigados", declarou o ministro Herman Benjamin, relator do caso, ao dar o primeiro dos sete votos no TSE.

Desde a terça-feira, o tribunal examina se a reeleição de Dilma e Temer deveria ser invalidada por financiamento ilegal de campanha.

Temer chegou à Presidência no ano passado, após o impeachment de Dilma, destituída pelo Congresso por manipulação de contas públicas nas chamadas pedaladas fiscais.

Benjamin se opôs à separação das contas de campanha dos dois.

"No Brasil ninguém elege vice-presidente. Elege-se uma chapa, unida, para o bem e para o mal. Os mesmos votos que elegem um presidente, elegem um vice", declarou.

Os outros magistrados devem emitir seus votos quando a sessão for retomada, às 15h00. Analistas acreditam que Temer conseguirá salvar seu mandato por uma estreita margem (4-3), embora sua situação continue precária devido às acusações de corrupção que pesam contra ele.

bur-js/csc/cc/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos