Polícia britânica diz que cintos explosivos falsos serviram para provocar pânico em ataque

Londres, 11 Jun 2017 (AFP) - Os autores do atentado que fez oito mortos em 3 de junho em Londres usavam cintos de explosivos falsos para criar o "máximo de pânico", declarou neste domingo a polícia britânica.

"Nunca vi no Reino Unido tática semelhante, onde os terroristas buscam criar máximo pânico com explosivos fictícios. Qualquer pessoa que os tenha visto naquela noite teria pensado que eles eram reais", comentou Dean Haydon, chefe da unidade de combate ao terrorismo da Scotland Yard.

Fotos publicadas neste domingo pela polícia mostram cintos de couro aos quais foram presas garrafas plásticas cobertas com fita adesiva cinza e preta.

Os três terroristas, Khuram Butt, Rachid Redouane e Youssef Zaghba, cada um usando um cinto, atropelaram transeuntes antes de atacarem outras pessoas com facas de cerâmica de 30 cm de comprimento.

Oito pessoas foram mortas, incluindo três franceses, e dezenas de outras ficaram feridas no bairro turístico e boêmio da capital.

Os três atacantes foram mortos pela polícia oito minutos após o início do ataque.

"É possível que planejassem uma situação de cerco policial ou achassem que eles (os cintos de explosivos falsos) poderiam protegê-los de disparos da polícia", indicou o comandante Dean Haydon.

"Isso torna ainda mais notável a coragem demonstrada pela polícia e pelos civis que confrontaram os terroristas", acrescentou.

Vinte pessoas foram detidas e sete continuavam sob custódia em conexão com a investigação. A polícia britânica revelou no sábado que o ataque poderia ter sido ainda mais mortal, uma vez que os responsáveis tentaram alugar um caminhão de 7,5 toneladas, mas que "o procedimento de pagamento havia falhado".

Os atacantes optaram então por uma van, mais barata, com a qual atropelaram pedestres na London Bridge, matando três pessoas. Em seguida, atacaram os transeuntes com facas em Borough Market, matando mais cinco pessoas.

Diferentes objetos foram encontrados dentro do veículo, incluindo coquetéis Molotov.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos