Batidas contra imigrantes visam cristãos iraquianos em Detroit

Chicago, 13 Jun 2017 (AFP) - Cristãos iraquianos que vivem nos Estados Unidos manifestaram seu alarme com a detenção de imigrantes ilegais caldeus em Detroit, que serão perseguidos no Iraque caso sejam deportados.

Um grupo de caldeus, uma antiga minoria cristã no Iraque, foi detido no domingo em uma batida contra imigrantes, segundo a polícia migratória (ICE).

O organismo não informou quantos caldeus foram detidos e se recusou a esclarecer à AFP se serão deportados. O grupo será levado a um centro de detenção em Ohio.

Os imigrantes detidos tinham antecedentes criminais e estavam vivendo em uma comunidade de milhares de iraquianos caldeus em Detroit.

Um vídeo postado no Twitter mostra uma fila de homens algemados caminhando para um ônibus em meio a vozes de protesto.

"Por que fazem isto? Este senhor é o avô de alguém" - gritava uma pessoa. "Não assinem nada! Vocês vieram como refugiados, têm o direito de ficar".

Entre 30 e 40 pessoas foram detidas, de acordo com a imprensa. Todos eram alvo de ordens de extradição por crimes, mas permaneceram nos Estados Unidos por anos porque o Iraque não os aceitou de volta.

Mas após um acordo entre Washington e Bagdá, a administração Trump excluiu os iraquianos de seu decreto anti-migratório em troca de o Iraque aceitar estes imigrantes deportados.

O primeiro avião de iraquianos deportados partiu no dia 19 de abril, e isto provocou alarme entre os caldeus americanos, pois até os Estados Unidos reconhecem o genocídio que o grupo Estado Islâmico tem feito no Iraque contra os cristãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos