Síria acusa coalizão dirigida por EUA de ter derrubado um de seus aviões

Damasco, 18 Jun 2017 (AFP) - O exército sírio acusou a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos de ter derrubado um de seus aviões neste domingo sobre a província de Raqa (norte), onde as tropas governamentais combatem já muito perto das forças apoiadas por Washington.

"A aviação da coalizão internacional disparou nesta tarde contra um de nossos aviões de combate na região de Resafa (província de Raqa) quando efetuava uma missão contra o grupo terrorista Estado Islâmico", informaram os militares sírios em um comunicado divulgado na noite de domingo.

O comunicado afirma que "o avião foi abatido e o piloto declarado desaparecido".

"Esta agressão acontece enquanto o exército e seus aliados avançam na luta contra o grupo terrorista EI, que ocupa Badiya (deserto sírio) em várias frentes", diz o texto.

"O comando geral do exército adverte contra as graves consequências dessa agressão flagrante contra os esforços para lutar contra o terrorismo", acrescenta o comunicado.

Nas últimas horas, o exército sírio havia chegado às portas de Resafa, a cerca de 40 km a sudeste da cidade de Raqa, bastião do grupo EI na Síria.

Mas o objetivo do regime não é Raqa, que tenta capturar tropas rivais, as Forças Democráticas Sírias (FDS), apoiadas pelos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos