Francesa vítima de atentado na Colômbia é homenageada na véspera do desarmamento das FARC

Bogotá, 19 Jun 2017 (AFP) - Uma homenagem à cidadã francesa que morreu junto a duas outras mulheres no atentado em Bogotá era preparado nesta segunda-feira, na véspera da fase final do desarmamento da guerrilha das FARC.

O embaixador francês na Colômbia, Gautier Mignot, convocou uma concentração em frente à embaixada para homenagear Julie Huynh, uma voluntária de 23 anos de uma ONG e vítima do atentado com explosivos na tarde de sábado no shopping Andino.

"Convido os amigos franceses e colombianos desta jovem e toda a comunidade francesa que deseje vir para homenagear e juntos dizer não ao terrorismo", escreveu o diplomata em um comunicado.

O evento está marcado para as 11H00 e espera-se a participação dos colegas de Huynh na ONG Projetar Sem Fronteiras, onde trabalhava desde o início do ano em projetos de educação com crianças carentes.

Duas colombianos de 31 e 41 anos também foram mortas quando a bomba explodiu em um dos banheiros do shopping. Uma pessoa permanece em estado crítico e oito feridos receberam alta no domingo.

A homenagem coincide com a terceira e última etapa do desarmamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que começa na terça-feira.

A partir desse dia, a guerrilha, a mais antiga do país e com 7.000 combatentes, deverá entregar cerca de 40% de suas armas à missão da ONU no país como parte do histórico acordo de paz assinado com o governo de Juan Manuel Santos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos