Armas fazem parte do dia a dia nos EUA, diz relatório

Washington, 22 Jun 2017 (AFP) - Os americanos estão altamente expostos às armas de fogo, sejam ou não proprietários delas, revela um estudo do Pew Research Center, publicado nesta quinta-feira.

Ao menos dois terços dos americanos viveram em algum momento da sua vida em uma família que possuía uma arma, e atualmente 42% se encontram nessa situação, segundo o documento.

Cerca de sete em cada dez americanos já dispararam uma arma, incluindo 55% de pessoas que não as possuem, sempre segundo este estudo.

Três de cada dez adultos que vivem hoje nos Estados Unidos - onde se estima que o número total de armas ultrapassa a população - afirmam ter uma arma de fogo.

Entre os que não as possuem, 36% se dizem dispostos a adquirir uma no futuro e apenas um terço o descarta.

A autodefesa e o ócio (caça e tiro) são as razões principais citadas para ter uma arma.

Mas a coexistência entre armas e cidadãos é naturalmente difícil: 44% dos americanos dizem conhecer alguém que foi vítima de disparos, intencionais ou acidentais.

Para 59% dos que não possuem armas, a violência gerada por estas é um problema grave, mas essa opinião é compartilhada por apenas 33% dos proprietários de armas.

Cerca de 90 pessoas morrem baleadas por dia nos Estados Unidos. Dois terços delas são suicidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos