ELN anuncia libertação de jornalistas holandeses sequestrados na Colômbia

Bogotá, 23 Jun 2017 (AFP) - A guerrilha do ELN, que negocia a paz com o governo da Colômbia, anunciou nesta sexta-feira a libertação de dois jornalistas holandeses sequestrados no início da semana, mas a informação não pôde ser confirmada por qualquer organismo humanitário.

"Informamos que os dois estrangeiros capturados pelo ELN em Catatumbo (departamento de Norte de Santander) já foram libertados, em perfeitas condições", revela o grupo rebelde em sua conta no Twitter @ELN_RANPAL_COL.

Mas o ministério das Relações Exteriores da Holanda e a Defensoria da Colômbia, que têm pessoal na região do sequestro, não puderam confirmar à AFP a libertação dos jornalistas.

O Exército de Libertação Nacional (ELN), última guerrilha ativa na Colômbia, admitiu na quinta-feira manter como reféns Derk Johannes Bolt, 62 anos, e Eugenio Ernest Marie Follender, 58, sequestrados no início da semana no município de El Tarra, em Norte de Santander.

O ELN não precisou em que área os jornalistas holandeses foram libertados.

A libertação é anunciada no momento em que o presidente Juan Manuel Santos, cujo governo iniciou em fevereiro o diálogo de paz com o ELN, em Quito, realiza uma visita à França, onde se reuniu com seu homólogo Emmanuel Macron.

val/lda/lr

Twitter

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos