Deslizamento soterra cerca de 100 pessoas na China

Pequim, 24 Jun 2017 (AFP) - Ao menos 100 pessoas foram soterradas nesta sábado por um deslizamento de rochas e terra no povoado de Xinmo, na província de Sichuan, sudoeste da China, anunciou a agência estatal Xinhua.

Cerca de 40 casas de Xinmo foram cobertas pelo deslizamento de parte de uma montanha adjacente, o que afetou o curso de um rio, informou a Xinhua.

Uma operação de socorro em resposta a este "catastrófico desastre geológico de primeira categoria" está em curso, destacou a agência, acrescentando que no momento ignora-se a dimensão exata da tragédia.

Segundo a Xinhua, "parte da montanha" tibetana na prefeitura de Aba desabou.

O canal estatal CCTV mostrou imagens de policiais e moradores vestidos com capas sobre enormes blocos de rocha cinza, enquanto escavadeiras tentavam remover as pedras.

"São dezenas de toneladas de rocha, avaliou Chen Tiebo, capitão da polícia autônoma tibetana.

O oficial confirmou que choveu muito nos últimos dias, o que provocou o colapso de parte da montanha.

Os deslizamentos constituem um risco frequente nas zonas rurais e montanhosas da China, especialmente durante a temporada de chuvas.

Ao menos 12 pessoas morreram em janeiro passado, quando um deslizamento atingiu um hotel na província de Hubei, no centro do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos