Antonio Palocci condenado a 12 anos de prisão por corrupção

Brasília, 26 Jun 2017 (AFP) - O ex-ministro Antonio Palocci, dos governos de Lula e Dilma Rousseff, foi condenado nesta segunda-feira a 12 anos e dois meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do Petrolão.

Palocci, detido desde setembro passado, foi considerado culpado por acertar "propinas entre o grupo Odebrecht e agentes do Partido dos Trabalhadores", segundo a sentença, que detalha que o ex-ministro participou do pagamento ilegal e posterior lavagem de mais 10 milhões de dólares para financiar campanhas políticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos