China critica "comentários irresponsáveis" sobre Nobel da Paz libertado

Pequim, 27 Jun 2017 (AFP) - A China criticou nesta terça-feira o que chamou de "comentários irresponsáveis" sobre o vencedor do prêmio Nobel da Paz em 2010 Liu Xiaobo, em liberdade condicional e vítima de um câncer terminal, após um apelo dos Estados Unidos para que ele receba "liberdade de movimento".

"Nenhum país tem o direito de interferir ou de fazer comentários irresponsáveis sobre os assuntos internos chineses", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang, ao ser questionado sobre as declarações americanas.

"A China é um país regido pelo Estado de direito, onde todos são iguais perante a lei. Todo país deveria respeitar a soberania judicial da China e não utilizar casos individuais com fins de ingerência", destacou Lu.

O governo dos Estados Unidos pediu a China que conceda a Liu Xiaobo "liberdade de movimento" e acesso ao atendimento médico que ele desejar, depois que as autoridades confirmaram que o dissidente, diagnosticado com um câncer em fase terminal, foi transferido da prisão para um hospital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos