Temer cancela participação na cúpula do G20

Brasília, 29 Jun 2017 (AFP) - O presidente Michel Temer, confrontado a uma grave crise política por denúncias de corrupção, cancelou sua participação na cúpula do G20, prevista para 7 e 8 de julho em Hamburgo (Alemanha), informou o Palácio do Planalto.

"O presidente decidiu que não irá ao G20", informou o Planalto em mensagem, sem dar maiores detalhes.

Na segunda-feira, Temer foi denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por corrupção passiva, e agora cabe à Câmara de Deputados decidir se o caso avança no Supremo Tribunal Federal (STF).

Temer participou do G20 no ano passado na China, poucos dias depois de assumir definitivamente o poder substituindo a presidente Dilma Rousseff, que foi destituída por manipular as contas públicas nas chamadas "pedaladas fiscais".

Este mês, Temer visitou Rússia e Noruega, em uma viagem marcada por desencontros.

Temer foi deixado plantado no aeroporto de Moscou pelo presidente russo, Vladimir Putin, e seus contatos com empresários russos não resultaram em nenhum contrato. E quando estava em Oslo, o governo norueguês anunciou um corte de seu apoio à luta contra o desmatamento da Amazônia, diante do avanço do agronegócio, e expressou sua preocupação com a corrupção no Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos