Ao menos 15 mortos em confrontos na República Centro-Africana

Bangui, República Centro-Africana, 2 Jul 2017 (AFP) - Ao menos 15 pessoas morreram na cidade centro-africana de Kaga-Bandoro (centro) em um confronto entre ex-rebeldes Seleka e Capacetes Azuis da missão da ONU (MINUSCA), informaram neste domingo fontes humanitárias.

"Houve ao menos 15 mortos entre os combatentes", indicou no sábado à AFP o responsável de uma ONG internacional presente em Kaga-Bandoro, cerca de 400 km ao norte de Bangui.

Segundo fontes de segurança, entre elas a MINUSCA, membros do grupo armado de ex-rebeldes do Movimento Patriótico para a África Central teriam causado o confronto cuja origem seria "uma história de vingança".

"Enfrentaram depois os contingentes paquistanês e burundinês (da MINUSCA) destacados na cidade", acrescentou.

Os episódios de violência foram retomados no final de maio em Kaga-Bandoro, principal cidade da prefeitura de Nana-Grebizi, onde desde o outono de 2016 se instalaram 20.000 deslocados.

A República Centro-Africana voltou a ser palco de violência a partir de 2013, com a queda do presidente François Bozize pelos rebeldes majoritariamente muçulmanos de Seleka. Os grupos chamados anti-balaka, que se declaram defensores dos cristãos, agem em represália.

A intervenção militar da França (2013-2016) e da MINUSCA conseguiu estabilizar a situação em Bangui, mas 60% do país continua sob o controle dos grupos armados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos