Papa pede, mais uma vez, fim da violência na Venezuela

Cidade do Vaticano, 2 Jul 2017 (AFP) - O papa Francisco voltou a pedir, neste domingo (2), o fim da violência na Venezuela e manifestou sua solidariedade com as famílias dos mortos em três meses de protestos contra o governo Nicolás Maduro.

"Asseguro minha oração por esta querida nação e expresso minha proximidade com as famílias que perderam seus filhos nas manifestações", declarou o sumo pontífice argentino, um dia depois de o Ministério Público da Venezuela ter aumentado para 89 o número de vítimas fatais nesses três meses.

"Faço um apelo para que se ponha fim à violência e se encontre uma solução pacífica e democrática para a crise", insistiu Francisco, após a Oração do Angelus na praça de São Pedro.

Ontem (1º), completaram-se três meses de protestos contra o governo Nicolás Maduro. De acordo com o Ministério Público e com a ONG Foro Penal, as manifestações também deixaram cerca de mil feridos, e 3.500 pessoas foram detidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos