Governo de Caracas dá um novo passo em sua ofensiva contra Procurdora-Geral

Caracas, 3 Jul 2017 (AFP) - O governo venezuelano deu nesta segunda-feira um novo passo em sua ofensiva contra a Procuradora-Geral Luisa Ortega, que enfrenta agora uma auditoria por supostas irregularidades administrativas.

A inspeção do Ministerio Público foi anunciada pelo controlador-geral, de linha chavista, Manuel Galindo, no momento em que Ortega acompanhava uma sessão no Parlamento de maioria opositora.

Ortega declarou que seu gabinete está aberto a revisão de todas as contas, desde que seja feito de forma respeitosa.

A decisão do controlador aperta ainda mais o cerco sobre Ortega, que se distanciou do governo há três meses depois de anos de fidelidade ao chavismo, por considerar que o presidente Nicolás Maduro feriu a Constituição.

A Procuradora-Geral deverá comparecer nesta terça ante uma audiência no Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), acusado de servir ao governo e que avaliará um pedido de Caracas para que Ortega seja julgada por supostas faltas no cargo, a fim de ser destituída.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos