Esquerda uruguaia se solidariza com Lula

Montevidéu, 15 Jul 2017 (AFP) - A coalizão uruguaia de governo Frente Ampla (FA) manifestou nesta sexta-feira sua solidariedade com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Em declaração emitida pela chamada Mesa Política, a FA (esquerda) manifesta "sua preocupação diante do pronunciamento judicial sobre o ex-presidente Lula da Silva e, em uma sequência imediatamente posterior", a aprovação da reforma trabalhista, "que afeta direitos elementares" dos trabalhadores.

A FA manifesta "sua solidariedade com o companheiro Lula da Silva, com o Partido dos Trabalhadores do Brasil (PT) e com o povo brasileiro neste momento tão difícil".

A nota, aprovada por unanimidade, destaca o desejo de que o Brasil "consiga superar, pelo caminho democrático, a profunda crise que o afeta, com eleições livres, sem interdições ou adiamentos".

O ex-presidente José "Pepe" Mujica enviou uma carta a Lula, que nesta sexta-feira o Movimento de Participação Popular (MPP) publicou no Twitter, apoiando o "amigo" na luta contra as "classes dominantes".

"Querido Lula: as classes sociais existem e as dominadoras não suportam que os submetidos disputem o poder. Sei que sua luta continua e continuará, apesar dos juízes e da imprensa".

Mujica, amigo de Lula, se despediu afetuosamente em sua mensagem: "Lhe acompanhamos nas lutas do povo humilde do Brasil. Contigo como sempre, Pepe".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos