Netanyahu viaja a Paris para primeira reunião com Macron

Paris, 15 Jul 2017 (AFP) - O premier de Israel, Benjamin Netanyahu, vai se reunir neste domingo, pela primeira vez, com o presidente francês, Emmanuel Macron, e ambos participarão do aniversário do aprisionamento de judeus no Velódromo de Inverno realizado em 1942 pela polícia francesa.

Netanyahu deixa Israel em meio a uma forte tensão devido ao ataque desta sexta-feira em Jerusalém, que deixou cinco mortos e motivou o fechamento da Esplanada das Mesquitas.

O premier também se vê ameaçado por um escândalo de corrupção envolvendo a compra de submarinos alemães no qual estariam envolvidas personalidades de seu entorno.

Sua viagem a Paris gerou críticas na França. A associação União Judaica Francesa para a Paz (UJFP) considerou inadequado que uma autoridade israelense seja convidada a lembrar "um crime contra a humanidade franco-francês", e o Partido Comunista declarou que Netanyahu não transmitia uma "mensagem de paz".

A presidência francesa indicou hoje que a visita permitirá "lembrar a importância do laicismo e da luta incondicional contra qualquer forma de antissemitismo".

Netanyahu terá a oportunidade de sondar as intenções de Macron envolvendo o conflito israelense-palestino e o Irã, maior preocupação de Israel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos