Kremlin tem informações contraditória sobre a morte do chefe do Estado Islâmico

Moscou, 17 Jul 2017 (AFP) - O Kremlin tem informações contraditórias sobre a morte do grupo Estado Islâmico (EI), Abu Bakr Al Bagdadi, anunciada como provável pelo exército russo em junho e, de novo, na semana passada por uma ONG síria.

"A informação que nos chega é contraditória e está sendo verificada por nossas agências de inteligência", indicou aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov. "Não temos uma informação segura", acrescentou.

Na semana passada, o secretário americano da Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, afirmou que seu país não tem provas da morte de Al-Baghdadi.

"Se soubéssemos, diríamos. Neste momento, não posso confirmar nem desmentir", afirmou o chefe do Pentágono referindo-se à suposta morte de Al-Baghdadi.

"Consideramos que ele ainda está vivo e por ora não posso provar o contrário", acrescentou.

A ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos admitiu que detectou comentários de dirigentes do EI na província síria de Deir Ezzor de que al-Baghdadi teria morrido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos