Arábia Saudita busca mulher que passeou de minissaia por sítio histórico

Riade, 18 Jul 2017 (AFP) - As autoridades sauditas investigam um vídeo, postado nas redes sociais neste fim de semana, no qual uma jovem caminha de minissaia por um sítio histórico do reino, segundo a polícia religiosa desse país ultraconservador.

Na Arábia Saudita, as mulheres devem sair ao exterior vestidas com uma abaya negra, o traje tradicional que as cobre dos pés à cabeça.

Em várias sequências do vídeo, que foi postado na conta de Snapchat de uma modelo chamada "Khulood", se pode ver uma mulher de cabelos longos, sem véu, usando minissaia, top e óculos de sol.

Ela caminha pelo forte histórico de Ushaiqer, um povoado situado em 200 km ao noroeste da capital Riad.

A Comissão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício pretende adotar as medidas necessárias contra esta "transgressão da ordem moral" e uso de "traje indecente", segundo um porta-voz da polícia religiosa em um tuíte.

O vídeo causou alvoroço nas redes sociais e alguns internautas pediram que a mulher seja processada por violar as leis do reino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos