México: jornalistas exigem investigação de ex-governador por assassinato de colegas

México, 18 Jul 2017 (AFP) - Uma rede de jornalistas demandou nesta terça-feira à Justiça mexicana que investigue o extraditado ex-governador de Veracruz, Javier Duarte, pelo assassinato de 18 colegas e pelo desaparecimento de mais três durante a sua gestão.

Javier Duarte foi extraditado nesta terça da Guatemala, após ser preso em 15 de abril, depois de fugir do México em outubro, acusado de crime organizado e operações com recursos ilícitos.

Esses crimes "não podem ficar impunes", reclamou em um comunicado a Red Veracruzana de Periodistas, que considera que Duarte, "assim como os seus colaboradores mais próximos [...], tiveram um alto grau de responsabilidade" nestes crimes, "tanto por ação como por omissão".

Desde 2000, mais de 100 jornalistas foram assassinados no México, 11 deles em 2016, um número recorde. A organização Repórteres Sem Fronteiras considera Veracruz uma das cidades mais perigosas do mundo para o exercício jornalístico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos