Separatistas pró-russos querem novo Estado que substitua Ucrânia

Donetsk, Ucrânia, 18 Jul 2017 (AFP) - As autoridades separatistas no leste da Ucrânia anunciaram nesta terça-feira (18) que desejam criar um novo Estado para substituir a Ucrânia.

Este novo país, que não tem chances de se materializar, seria estabelecido depois de um referendo organizado em toda a Ucrânia e se chamaria "Malorossia" (Pequena Rússia), um termo que designava na era czarista os territórios correspondentes à atual Ucrânia.

De acordo com o projeto apresentado pelos separatistas, este novo Estado incluiria a atual Ucrânia, com exceção da Crimeia, península anexada em março de 2014 pela Rússia.

Sua capital seria Donetsk, um dos redutos rebeldes do leste do país, e Kiev seria o "centro cultural e histórico".

O líder da autoproclamada república separatista de Donetsk, Alexandre Zakarchenko, apresentou a Constituição do Estado.

O texto indica que os representantes autoproclamados de Donetsk e Luganks, bem como de 19 regiões da Ucrânia, concordaram em "anunciar a criação de um novo Estado, que será o herdeiro da Ucrânia".

O termo "Malorossia" recorda "Novorossia" (Nova Rússia), empregado pelo Kremlin nos primeiros meses da guerra no leste da Ucrânia para se referir às regiões de língua russa do leste e sul do país.

A Ucrânia está há mais de três anos mergulhada em um conflito que opõe os separatistas pró-russos e as forças de Kiev e que deixou mais de 10.000 mortos.

Kiev e o Ocidente acusam a Rússia de fornecer apoio financeiro e militar aos rebeldes, o que Moscou nega.

Em fevereiro, a assinatura de acordos de paz em Minsk permitiu uma redução significativa nos combates, mas ainda há bombardeios diários na linha de frente.

osh-pop/tbm/nm/roc/sgf.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos