Ataques contra EI matam 30 civis na Síria

Beirute, 19 Jul 2017 (AFP) - Pelo menos 30 civis foram mortos nesta quarta-feira (19) em ataques aéreos realizados em separado pela coalizão liderada por Washington e pela aviação do governo sírio em territórios controlados pelos extremistas na Síria - informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Quinze vítimas, incluindo três crianças e quatro mulheres, morreram em ataques da coalizão contra uma cidade perto de Raqa, reduto sírio do grupo Estado Islâmico (EI), relatou a ONG.

"Esta manhã, os ataques foram dirigidos contra a localidade de Zur Shamar, a cerca de 30 km de Raqa", declarou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

A coalizão contra o EI apoia a ofensiva dos combatentes curdos e árabes, que tentam recuperar Raqa e sua província homônima.

Mais ao sul, apoiadas pela Rússia, as forças do governo Bashar al-Assad lutam contra o EI na província de Deir Ezzor, rica em petróleo.

Supostos ataques russos causaram a morte de mais 15 civis, em sua maioria crianças, em uma aldeia controlada pelo EI, segundo o OSDH.

Abdel Rahman disse se tratar de duas famílias: "um homem, suas duas esposas e sete crianças, e uma segunda família de pais e três filhos".

Deflagrado em março de 2011 pela repressão de manifestações pró-democracia, o conflito sírio se tornou mais complexo com o passar do tempo e com o envolvimento de diferentes atores regionais e internacionais, assim como de extremistas.

A guerra já deixou mais de 330 mil mortos e milhões de deslocados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos