EUA proíbem viagens para Coreia do Norte

Pequim, 21 Jul 2017 (AFP) - Os Estados Unidos vão proibir a ida de seus cidadãos à Coreia do Norte - anunciaram nesta sexta-feira (21) duas agências de viagem em Pequim, um mês depois da morte de um turista americano detido por Pyongyang.

A agência Young Pioneer Tours, que organizou a viagem do estudante americano preso, e a Koryo Tours, ambas com sede na China, disseram ter recebido a informação de que a proibição entra em vigor a partir da próxima quinta-feira, 27 de julho.

Essa decisão surge pouco mais de um mês depois da morte, em 13 de junho passado, de Otto Warmbier. O estudante americano havia sido repatriado em coma dias antes para os Estados Unidos, após permanecer 18 meses preso na Coreia do Norte.

Em 2016, ele foi condenado pela Justiça norte-coreana a 15 anos de trabalhos forçados por roubar um cartaz de propaganda. Segundo seus médicos, teve graves danos cerebrais causados por uma parada cardíaca.

A origem de seu estado de coma profundo ainda é um mistério.

Sua morte elevou as já fortes tensões entre Washington e Pyongyang. Nesse contexto, o presidente Donald Trump denunciou um "regime brutal" e declarou estar decidido a "impedir que inocentes sofram tais tragédias". Três americanos continuam detidos na Coreia do Norte.

dly-lth/bar/jlb/bc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos