Forças egípcias matam 30 extremistas no Sinai

Cairo, 22 Jul 2017 (AFP) - As forças egípcias mataram 30 extremistas na península do Sinai durante operações de segurança nos últimos quatro dias, anunciou o Exército do Egito neste sábado.

Na região do Norte Sinai, situada no leste do país, atua o braço egípcio do grupo Estado Islâmico (EI).

O Exército não informou a qual grupo pertencem os 30 "takfiris" -termo utilizado para designar os grupos extremistas e islamitas radicais sunitas-, mas disse que eram "extremamente perigosos".

Outras cinco pessoas foram detidas durante a ação do Exército em Al Arish, a capital da província do Norte Sinai, e as cidades de Xeque Zuweid e Rafah, acrescentou o Exército em comunicado.

As forças aéreas e a polícia atuaram com o Exército na operação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos