Turquia: detidas várias pessoas por usar camisa escrita 'herói'

Istambul, 22 Jul 2017 (AFP) - Cerca de 15 pessoas foram detidas na Turquia neste fim de semana por usar uma camiseta com a frase "herói". As autoridades interpretaram que se tratava de um apoio encoberto aos autores do golpe de Estado frustrado de 2016.

No sábado, foram presos um casal de Antalya e um adolescente de Canakkale por usarem as camisas com "herói" estampado, informou a agência de notícias Dogan.

As autoridades turcas acreditam que trata-se de um apoio disfarçado ao clérigo exilado nos Estados Unidos, Fethullah Gülen, a quem Ancara responsabiliza por ter incitado a tentativa de golpe de 15 de julho de 2016. Gülen nega a acusação.

Tudo começou em 13 de julho, quando um dos acusados de ter tentado matar o presidente Recep Tayyip Erdogan durante o golpe foi ao tribunal com uma camiseta em que se lia "herói".

Diante disso, Erdogan propôs na semana passada que as pessoas julgadas relacionadas com este caso usassem o mesmo uniforme, citando como exemplo os macacões laranja dos presos de Guantánamo.

Contando com os três detidos de sábado, as agências de notícia Dogan e Anatólia informaram que realizaram pelo menos 15 prisões deste tipo nesta semana.

Entre os presos está uma família processada relacionada ao golpe que foi ao tribunal de Ancara com a mesma camiseta.

Mas a maior parte dos detidos eram estudantes e operários que asseguraram não estar envolvidos na polêmica.

Pelo menos duas pessoas permanecem detidas à espera de um processo por "propaganda terrorista".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos