Motorista de caminhão é indiciado após morte de migrantes no Texas

Chicago, 24 Jul 2017 (AFP) - Um homem de 60 anos da Flórida, motorista do caminhão onde dez migrantes em situação ilegal foram encontrados mortos no domingo em um estacionamento no Texas, foi indiciado nesta segunda-feira (24) por ter transportado os estrangeiros em situação irregular.

Nove pessoas foram encontradas mortas dentro do caminhão superaquecido que estava estacionado em um supermercado de San Antonio, perto da fronteira com o México.

A temperatura no veículo pode ter atingido 65ºC. Outras 30 pessoas foram hospitalizadas com desidratação, e uma morreu no hospital durante a noite.

James Matthew Bradley Jr. foi indiciado por um procurador federal. Segundo a legislação federal, este crime é passível de prisão perpétua, ou pena de morte.

Os serviços de imigração acreditam que cerca de 100 pessoas estivessem no caminhão. A maioria teria conseguido fugir.

Milhares de migrantes, principalmente do México e da América Central, cruzam clandestinamente a fronteira americana a cada ano em busca de melhores oportunidades econômicas, ou para fugir da violência em seus países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos