Chefe do governo espanhol testemunha sobre financiamento ilegal

San Fernando de Henares, Espanha, 26 Jul 2017 (AFP) - O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, negou nesta quarta-feira (26) na Justiça ter conhecimento de qualquer tipo de financiamento ilegal no Partido Popular (PP), em meio a um escândalo de corrupção.

Rajoy, no poder desde 2011, é o primeiro chefe de Governo a testemunhar nos tribunais estando em exercício do cargo.

O processo diz respeito a um caso que remonta a 2000, e a presença de Rajoy se deveu à ação de uma associação de advogados ligados ao Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE). Há anos essa sigla luta para forçar o presidente a testemunhar.

No depoimento de quase duas horas na sede da Audiência Nacional de San Fernando de Henares, Rajoy assegurou que nunca tratou de questões de contabilidade no PP.

Após a audiência, ele declarou estar satisfeito por ter colaborado com a Justiça e garantiu que continuará lutando contra a corrupção.

Atingindo todos os partidos espanhóis, a corrupção afeta particularmente o PP, o que o levou a perder sua maioria absoluta nas eleições de 2015.

Desde o final do ano passado, dirige um governo sem maioria no Parlamento e conseguiu aprovar o orçamento nacional de 2017 apenas "in extremis".

avl-du/mck/ra/cn/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos