Mais de 10.000 pessoas são evacuadas por incêndios no sul da França

Bormes-les-Mimosas, França, 26 Jul 2017 (AFP) - Mais de 10.000 pessoas, incluindo milhares de turistas, foram evacuados na madrugada desta quarta-feira depois de serem declarados novos incêndios no sul da França, onde vários focos nas florestas arrasam milhares de hectares desde o início da semana.

Um novo incêndio foi declarado no meio da noite em Bormes-les-Mimosas, localidade da Côte d'Azur, onde a população duplica ou triplica no verão, queimando 1.300 hectares de terreno.

"Entre 10.000 e 12.000 pessoas foram evacuadas", disse à AFP o prefeito desta comuna de Var, François Arizzi. Entre os evacuados, 3.000 eram turistas em campings.

Embora a maior parte dos retirados tenha passado a noite em centros habilitados pelas autoridades, alguns preferiram dormir em seus veículos ou em praias da região.

"O fogo segue avançando lentamente" devido às fortes rajadas de vento, indicou à AFP o chefe das operações de resgate, Serge La Vialle.

Este incêndio já destruiu 1.500 hectares. Cerca de 550 bombeiros foram mobilizados, apoiados por meios aéreos.

As autoridades pediram aos turistas que permaneçam nas praias e não voltem aos campings.

"É um pesadelo! Um incêndio declarado à noite, com este vento, quando os aviões-cisterna só podem começar os seus trabalhos pela manhã", lamentou Arizzi.

"Às 23H15 vimos as primeiras chamas e em 10 minutos já haviam alcançado o topo das montanhas", contou à AFP Christian Fabre, um morador da região. "Foi tudo muito rápido".

Os bombeiros combatiam novos incêndios no departamento vizinho de Bouches-du-Rhône. Depois de um primeiro sob controle na cidade de Martigues, que destruiu 50 hectares de terreno, um segundo "mais grave" foi declarado nesta quarta-feira em Peynier, perto de Aix-en-Provence.

"Este incêndio é muito preocupante e pode destruir grandes superfícies se piorar", advertiu a secretária-geral de Defesa e Segurança, Magali Charbonneau.

O primeiro-ministro, Edouard Philippe, viajará à região atingida nesta quarta-feira à noite.

Desde segunda-feira os incêndios declarados no sudeste da França, na costa mediterrânea e na ilha de Córsega devastaram mais de 5.000 hectares. Mais de 20 bombeiros ficaram feridos nas operações.

Para fazer frente aos incêndios, a França solicitou à União Europeia dois aviões-cisterna do tipo Canadair. Uma primeira aeronave italiana chegou na terça-feira à noite.

O sudeste da França sofre com a seca há várias semanas, a qual se somam ventos que aumentam o risco de incêndios.

bur-meb/eg/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos