China liberta quatro japoneses acusados de 'atividades ilegais'

Tóquio, 27 Jul 2017 (AFP) - Quatro dos seis japoneses detidos em março na China por acusação de "atividades ilegais" foram libertados e já voltaram a seu país - informou o governo do Japão, nesta quinta-feira (27).

As tensões entre China e Japão são frequentes pelas divergências em sua fronteira marítima e pelos conflitos armados entre ambos no último século.

"Ainda estamos em contato com as autoridades chinesas e não darei os detalhes, porque ainda há gente detida", disse o porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, em entrevista coletiva.

Os quatro que foram soltos faziam parte de um grupo de seis representantes de empresas detidos em março passado nas províncias chinesas de Shandong e Hainan, acrescentou o porta-voz.

si-mis/kgo/ds/pc/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos