Governo venezuelano proíbe manifestações que prejudiquem Constituinte

Caracas, 27 Jul 2017 (AFP) - O governo venezuelano anunciou que a partir desta sexta-feira ficam proibidas as manifestações que possam afetar as votações de domingo para eleger a Assembleia Constituinte, e alertou que os "delitos eleitorais" serão punidos com penas de cinco a dez anos de prisão.

"Fica proibido em todo território nacional as reuniões e manifestações públicas, concentrações de pessoas e qualquer outro ato similar, que possam perturbar ou afetar o normal desenvolvimento do processo eleitoral", afirmou o ministro de Interior, general Néstor Reverol, um dia antes de uma grande marcha opositora marcada para Caracas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos