Agressor de Hamburgo era conhecido como "islamita" pela polícia

Hamburgo, 29 Jul 2017 (AFP) - O homem de 26 anos que matou uma pessoa em um ataque com faca, que também deixou vários feridos, na sexta-feira em Hamburgo (Alemanha) era conhecido como um "islamita" pela polícia, informou neste sábado o ministro do Interior da cidade.

"Era conhecido como islamita, mas não como jihadista, pelos serviços de segurança", afirmou Andy Grote, antes de apontar que o homem era considerado "um caso suspeito após elementos que demonstravam uma radicalização religiosa".

O ministro da cidade Estado do norte da Alemanha mencionou, na atual fase da investigação, "vínculos com motivações religiosas, islamitas", determinantes para passar à ação.

Ao mesmo tempo, no entanto, indicou que o agressor, procedente dos Emirados Árabes Unidos, sofria uma "instabilidade psicológica". A situação continua "confusa e não é possível saber ainda qual destes elementos foi o detonador", disse Grote.

O agressor atacou várias pessoas em um supermercado e em uma rua comercial da zona norte de Hamburgo.

De acordo com a polícia, o homem roubou uma faca de cozinha e avançou na direção de um homem de 50 anos, que foi esfaqueado até a morte. Depois, ele feriu mais dois clientes dentro da loja, antes de atacar outras pessoas na rua.

O criminoso foi imobilizado por pedestres, antes de ser detido pela polícia.

dar-ylf/cr/jvb/bc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos