Juíza venezuelana da oposição pede proteção à embaixada chilena

Santiago, 30 Jul 2017 (AFP) - A juíza Elenis Del Valle, que integra a Corte Suprema paralela de 33 membros empossada pelo Parlamento venezuelano, entrou neste sábado (29) na embaixada do Chile em Caracas, onde recebeu proteção - informou o governo chileno.

A magistrada "ingressou na residência do embaixador do Chile em Caracas, Pedro Felipe Ramírez, em busca de proteção política e lhe foi concedida a qualidade de hóspede", relatou o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

Del Valle "está sob a proteção do Chile", acrescentou o chanceler Heraldo Muñoz em sua conta no Twitter.

Uma fonte da Chancelaria chilena disse à AFP que ela não solicitou asilo político e que teria pedido proteção à missão diplomática diante das "circunstâncias políticas conhecidas".

"Nosso país (Chile) atuará nessa matéria de acordo com os princípios jurídicos e humanitários que inspiram sua política externa", acrescentou o Ministério.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos