ONU pede esforços para resolver crise na Venezuela

Nações Unidas, Estados Unidos, 1 Ago 2017 (AFP) - O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu nesta terça-feira ao governo venezuelano que faça todos os esforços possíveis para resolver as tensões e impedir mais episódios de violência depois da prisão de dois dos principais líderes opositores.

Guterres tomou nota da decisão de revogar a prisão domiciliar de Leopoldo López e do prefeito de Caracas Antonio Ledezma, que foram levados de volta para a prisão, segundo o porta-voz do chefe da ONU.

"Nesse momento crítico para o futuro do país, o secretário-geral pede a todos os venezuelanos, particularmente aqueles que representam os poderes do Estado, que façam otodos os esforços possíveis para diminuir as tensões, prevenir as violências e perdas de vidas humanas, assim como encontrar caminhos para o diálogo político", acrescentou.

Leopoldo López e Antonio Ledezma, ícones da oposição venezuelana que estavam em prisão domiciliar, foram detidos na madrugada desta terça-feira após seus apelos contra a Assembleia Constituinte.

López e Ledezma foram detidos por agentes do Serviço de Inteligência (Sebin).

Segundo o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), López e Ledezma foram levados de volta à prisão por supostos planos de fuga e suas declarações políticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos