Procurador de NY pede fim das prisões de imigrantes em tribunais

Nova York, 3 Ago 2017 (AFP) - As crescente prisões nos tribunais de imigrantes que muitas vezes foram testemunhas ou vítimas de um crime colocam em perigo a segurança pública e devem acabar, afirmou nesta quinta-feira o procurador do estado de Nova York, Eric Schneiderman.

O procurador urgiu à agência migratória ICE que considere os tribunais como um "local seguro" para impedir que, por medo de serem deportados, os imigrantes deixem de denunciar crimes ou de colaborar com a polícia.

As prisões de imigrantes dentro dos tribunais do estado de Nova York quintuplicaram em relação a 2016, e somam 60 casos desde janeiro, quando Donald Trump assumiu a presidência, segundo a Procuradoria.

"Ter como alvo os imigrantes que vão ao tribunal é socavar a Justiça. É hora de tirar o ICE de nossos tribunais", disse Schneiderman em coletiva no Brooklyn junto com o procurador do distrito, Eric González, e representantes de várias ONGs de defesa dos imigrantes.

O procurador do Brooklyn disse que os imigrantes estão aterrorizados.

"Vou pedir ao ICE que se abstenha de prender vítimas e testemunhas", declarou González. "Isso coloca em perigo a nossa segurança pública".

Lee Wang, do Projeto de Defesa dos Imigrantes, contou que os agentes migratórios em geral entram nos tribunais em duplas, vestidos de civis. "Muitas vezes não se identificam ou mostram alguma ordem de prisão", relatou.

Mais de 65.000 estrangeiros residentes no país sem documentos ou suspeitos de não contar com eles foram presos pelo ICE desde o início do governo Trump, um aumento de quase 40% em relação aos primeiros sete meses de 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos