Japão inquieto com novo grau de ameaça da Coreia do Norte

Tóquio, 8 Ago 2017 (AFP) - O programa balístico da Coreia do Norte representa "um novo grau de ameaça", afirma o ministério da Defesa do Japão em um relatório anual publicado nesta terça-feira, no qual Tóquio também alerta para as ambições militares da China.

"Desde o ano passado em particular, o Norte, que realizou dois testes nucleares e disparou mais de 20 mísseis balísticos, representa um novo grau de ameaça", destaca o ministro da Defesa, Itsunori Onodera, na introdução do livro de orientação estratégica.

Onodera, que acaba de ser nomeado para o governo de Shinzo Abe e que já havia ocupado o cargo entre 2012 e 2014, classifica o perigo norte-coreano como "maior e iminente", retomando uma expressão já utilizada no passado.

"É provável que com o tempo aumente o risco de instalação de mísseis balísticos dotados de ogivas nucleares com capacidade de alcançar nosso país", insiste o documento.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou no sábado por unanimidade uma resolução que reforça consideravelmente as sanções impostas a Coreia do Norte.

No livro, o Japão reitera igualmente a preocupação ante o desejo de Pequim de ampliar sua influência militar na região.

"Estamos extremamente preocupados com o impacto sobre o entorno da segurança regional e mundial quando (a China) continua formulando reivindicações unilaterais incompatíveis com a ordem internacional existente", lamenta Onodera.

A principal divergência territorial entre as duas potências diz respeito a um pequeno grupo de ilhas situado ao nordeste de Taiwan, controladas pelo Japão com o nome de Senkaku, mas reivindicadas pela China, que as designa como Diaoyu.

hih-anb/kap/at/pa/es/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos