Migrantes usam atrações de exposição para se esconder em Ceuta

Madri, 8 Ago 2017 (AFP) - A Guarda Civil espanhola anunciou nesta terça-feira que descobriu 30 migrantes marroquinos e argelinos escondidos em atrações de uma exposição que seriam transportados do território de Ceuta para a Espanha continental depois de um festival anual.

Os agentes utilizaram equipamentos para detectar batimentos e cachorros para localizar os migrantes, escondidos em carrinhos de bate-bate ou veículos do trem fantasma, quando eram levados em barcos com destino à Espanha continental, informou a Guarda Civil.

Os migrantes, 10 deles menores de idade, estavam "nas atrações que vão descobertas [...] para poder entrar e se esconder", indicou à AFP um porta-voz.

A feira acontecia em Ceuta, encrave espanhol no norte do Marrocos, como parte das celebrações anuais em homenagem à padroeira da cidade, a Virgem da África.

No total, 350 caminhões que transportam as atrações da feira até as bilheterias são levados em barcos para a Espanha continental uma vez que o festival termina, afirmou o porta-voz.

Os veículos começaram a ser colocados nas embarcações na manhã de segunda-feira, de acordo com o porta-voz, que assinalou que na tarde desta terça-feira ainda restavam uma dúzia a ser transportada.

Ceuta e Melilla, outro enclave espanhol no norte do Marrocos, são as únicas fronteiras terrestres entre a África e a União Europeia.

Os migrantes tentam entrar por elas regularmente, seja pulando as altas grandes em enormes grupos ou se escondendo em veículos com fundo falso.

Na segunda-feira, pelo menos 187 migrantes entraram em Ceuta, correndo a toda velocidade, sem que os agentes na fronteira pudessem pará-los.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos