ONU denuncia "uso generalizado e sistemático de força excessiva" na Venezuela

Genebra, 8 Ago 2017 (AFP) - A ONU denunciou nesta terça-feira o "uso generalizado e sistemático de força excessiva" durante os protestos na Venezuela e acusou as forças de segurança de responsabilidade na morte de pelo menos 46 manifestantes.

"As entrevistas realizadas a distância (...) sugerem que na Venezuela tem acontecido um uso generalizado e sistemático de força excessiva e detenções arbitrárias contra os manifestantes", declarou o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad al Hussein, em um comunicado.

"Milhares de pessoas foram detidas arbitrariamente, muitas delas foram vítimas de maus-tratos e inclusive de torturas", completa o texto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos