Vaticano esclarece que carta enviada a casal gay no Brasil é resposta "geral"

Cidade do Vaticano, 9 Ago 2017 (AFP) - O Vaticano esclareceu nesta terça-feira que a carta enviada a um casal gay que bautizou seus filhos no Brasil é uma resposta "geral", parecida a que dá a milhares de fiéis que escrevem diariamente ao papa Francisco.

"A carta do papa é uma resposta muito geral a uma das milhares de cartas que ele recebe todos os dias e que não pode responder de forma personalizada. É sua forma de agradecer às pessoas por suas cartas", disse à AFP Paloma García Ovejero, porta-voz do Vaticano.

"O papa Francisco lhes deseja felicidades, invocando para sua família a abundância das graças divinas, para que vivam constante e fielmente a condição de cristãos", dizia a carta enviada ao brasileiro Toni Reis em julho, assinada por um assessor do Sumo Pontífice.

Segundo Reis, a carta lhe foi enviada em resposta a uma mensagem mandada por ele em abril, na qual relatava ao líder da Igreja Católica o bautismo de seus três filhos adotivos.

"É falso que se trate de uma resposta ao casal", garantiu o Vaticano.

Reis, de 53 anos e o inglês David Harrad, de 59, estão juntos há 27 anos.

Eles puderam oficializar o casamento em 2011, quando o Supremo Tribunal Federal reconheceu a união estável para casais de mesmo sexo, o que na prática equiparou seus direitos aos de casais heterossexuais, com acesso ao matrimônio, à adoção, à herança e à pensão por morte.

Em 2012 os dois adotaram Allyson, um rapaz de 16 anos e em 2014 os irmãos Jéssica (14) e Filipe (11).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos