Japão 'jamais poderá tolerar provocações' da Coreia do Norte

Tóquio, 10 Ago 2017 (AFP) - O governo japonês afirmou nesta quinta-feira que "jamais poderá tolerar as provocações" da Coreia do Norte, após Pyongyang ameaçar atacar a ilha americana de Guam, no Pacífico.

"Apelamos firmemente à Coreia do Norte para que leve a sério as reiteradas advertências da comunidade internacional, acate as resoluções da ONU e se abstenha de realizar novas provocações", disse o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga.

No mês passado, o Japão afirmou que derrubaria os mísseis que ameaçassem seu território, mas desta vez Suga se absteve de revelar a estratégia japonesa, limitando-se a dizer que Tóquio "tomará medidas".

"É muito importante manter o poder de dissuasão americano diante da gravidade da situação de segurança na região. O presidente Trump disse que todas as opções estão sobre a mesa e o governo (japonês) saúda esta política".

O porta-voz comentou que Japão e Estados Unidos "estão mantendo consultas" e realização uma reunião de chanceleres e ministros da Defesa em 17 de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos